Como me tornar maçom?

Uma das questões que mais vemos suscitar nos grupos de influenciadores da Maçonaria nas redes sociais é: Como ingressar nesta Sublime e Milenar Ordem Iniciática? Após algumas breves discussões, escrevemos esta matéria para ajudar aqueles que aspiram galgar seu primeiro passo na Escada de Jacó.

Porque você deseja ingressar na Maçonaria?

A primeira pergunta que você deve fazer para si próprio é: Porque eu desejo ingressar na Maçonaria? Saiba que uma resposta menos sincera do seu coração não ajudará em nada o seu processo de aproximação da ordem, talvez até o afaste para sempre. Investigue no profundo da sua consciência sobre seus reais motivos de querer ser maçom.

Por curiosidade

Bom, saiba que a Maçonaria combate a curiosidade. Mesmo sendo o princípio que impulsiona muitas vezes para o saber, o mal da curiosidade pode ser um inimigo ferrenho do futuro iniciado, pois tudo se desenrola com o passar de muito e muito tempo, a paciência é uma peça fundamental para progredir entre Graus, Instruções e Ensinamentos. Aquele que é curioso, geralmente tende a ignorância de saber mais do que deve saber, o que leva ao mal saber – E isso é um problema sério.

Para obter um emprego (ou para ficar rico)

Uma das falácias mais disseminadas é que a Maçonaria torna os homens ricos. De fato os torna, mas de um valor que não pode ser trocado por nenhum produto: Ricos de sabedoria. Além disso, saiba que você terá que dispor de uma boa condição financeira para poder arcar com os gastos de joias, troca de graus, paramentos, mensalidade da(s) Loja(s), per capita, seguro, etc. Você não será ajudado financeiramente. E isso será investigado para que você consiga ingresso em uma Loja.

Outra falácia que muito se lê e ouve por ai, é que todo maçom adquire produtos ou serviços de outro maçom. O que é uma meia verdade, pois como em qualquer outro círculo social, as pessoas que conhecem seu trabalho e acreditam no seu profissionalismo terão preferência por contratá-lo ou de comprar seus produtos. Mas nada que seja exclusivo da Maçonaria, seus amigos do futebol, por exemplo, são a mesma coisa.

Para obter prestígio social

É muito provável que dentre os motivos que mais trazem profanos às Portas dos Templos, infelizmente, esse seja o mais comum. Decepção de quem assim o fez, pois após ser iniciado e ter colocado:
– Adesivo no carro;
– Corrente no pescoço;
– Relógio com “olho que tudo vê”;
– Camiseta, carteira e boné de esquadro e compasso;
E todas outras parafernálias possíveis… Descobre que a sociedade não é tão saudosa assim com a Maçonaria. Sim, sendo maçom muito provavelmente você terá mais problemas do que soluções na sua vida cotidiana. A ignorância das pessoas sobre os objetivos e o trabalho da Maçonaria chegam a levar a exclusão de “declarados maçons” de muitos dos seus círculos sociais, para não dizer coisa pior. Há relatos de irmãos que perderam empregos, oportunidades de negócio, clientes, de tudo um pouco. Logo, pense bem antes de continuar.

Conhecer “o segredo”

Esse é um daqueles assuntos conspiratórios que xiiii, não posso falar, se não você terá que ser iniciado. Ahh, por favor! Estamos no século XXI e você querendo entrar para a Maçonaria para conhecer um hipotético “segredo maçônico”. Vou facilitar sua vida então: Tome algumas horas e vá até o YouTube ou outro site de vídeos e comece a pesquisar documentários sobre a Maçonaria, está tudo lá: Toques, palavras, métodos de reconhecimento… Tudo tudo!

Outra grande notícia que tenho para você é que… Não existe segredo Maçônico! A Maçonaria tem uma interpretação para cada pessoa que a pratica e a menos que você se dedique de coração, com um intuito verdadeiro, com tempo e dedicação, você nunca descobrirá o seu “segredo”. É como se fosse um conjunto de ferramentas que o ajudarão nessa descoberta que está, na verdade, dentro de você.

Qual seu verdadeiro motivo?

Se perguntarmos para diversos maçons o que os levaram à bater na Porta do Templo, os motivos serão vários. Alguns para fazer beneficência, outros interessados em crescimento pessoal, alguns simplesmente porque foram convidados, outros por carência afetiva – E sim, queremos que todos maçons sejam irmãos verdadeiramente afetivos uns com os outros – Enfim, uma série de motivos. Descubra qual o seu motivo e seja SEMPRE verdadeiro. Isso é o que importa.

Quais são os requisitos?

Há uma série de requisitos que serão investigados para averiguar se você os contempla e isso varia de Loja para Loja e de Potência para Potência. Deixarei aqui os requisitos que geralmente são adotados pela maioria das Lojas.

  1. Ser homem;
  2. Maior de 21 anos – Que possa responder judicialmente pelos seus atos;
  3. Crer em um ser supremo, que é Deus;
  4. Ter uma vida economicamente estável, ter casa própria, carro, etc. – Não é regra geral ou fator determinante, mas sem hipocrisia, é avaliado sim em muitas Lojas;
  5. Ter ficha limpa – E não estar respondendo nenhum processo criminal;
  6. Estar em dia com as obrigações eleitorais e militares;
  7. Ser patriota;
  8. Se você for casado, sua esposa precisa concordar com seu ingresso na Maçonaria;
  9. Ter um emprego, em um trabalho lícito;
  10. Ser uma pessoa pacífica, obediente ao seu governo e às Leis;
  11. Ter uma reputação ilibada – Ser bem recomendado pelas pessoas no qual convive;
  12. Dispor de tempo livre – bastante tempo livre diga-se de passagem, suficiente para dedicar-se à sua Loja.

Preenchendo esses requisitos, muito provavelmente você só tenha que aguardar algum maçom perceber essas características em você, continue aprimorando cada um deles até que isso ocorra, mas sem exagerar em nada, pois o excesso também é uma falha. Saiba que verdadeiros maçons estão sempre a procura de novos afilhados, basta ficar esperto.

 

Acelerando o processo

Como abordar o assunto com um maçom?

Se você conhece um maçom, tome coragem e questione em particular sobre sua Loja e quais requisitos para entrar para a Maçonaria. Se a pessoa que você questionar for realmente um verdadeiro maçom e ele enxergar em você um potencial irmão e afilhado, pode ter certeza: Ele vai te convidar! Tente abordar o assunto a longo prazo, sem ser chato, interessando-se por atividades em comum que possam ter, para que o maçom possa conversar melhor com você e conhecer sua personalidade. Infelizmente não são todas pessoas que tem personalidade para ser maçom, não adianta insistir.

Envolva-se

Estar em sintonia com os objetivos gerais da Maçonaria é um bom caminho para ser notado. Trabalhe em ações voluntárias e projetos sociais em clubes de serviço (como Rotary e Lions), ONG’s, institutos, hospitais, entre outros. Geralmente estes lugares estão enfestados de maçons, logo, há uma grande probabilidade de você ser convidado se frequenta estes lugares.

Cadastre-se

Cadastre-se no site do Grande Oriente do Brasil. Eles aceitam pedidos de ingresso online. Todos pedidos são encaminhados para as Lojas de cada cidade e analisados caso a caso. O site do GOB é www.gob.org.br.

Verifique quais outras Lojas (de outras potências) que existem na sua cidade, se a potência é regular (leia mais abaixo sobre), visite o site das Lojas e procure por formulários de cadastro, muitas Lojas Regulares tem adotado esses métodos, potencializando a capacidade dos Irmãos de captar candidatos.

Não seja o que não é

Quando você utiliza de vocábulo maçônico, expõe fotos com simbologias maçônicas, usa roupas, adereços ou outros penduricalhos que remetam à Maçonaria, você está dizendo a todos que é Maçom. Logo, você não será convidado para algo que “já faz parte”, ou, se um maçom lhe questionar sobre tal exposição, achará que você é um ignorante por usar algo que não conhece e adivinha? Não lhe convidará.

Você não será convidado ou iniciado pela internet ou pelo correio

Nunca, em nenhum momento, sob nenhuma hipótese, uma Loja Maçônica regular convida alguém ou inicia um candidato pela internet. Muito menos envia apostilas e paramentos (avental, luva, etc) pelo correio, ou mesmo solicitará o envio de qualquer dinheiro online, seja através de gateways de pagamento ou de depósito em conta. Isso não existe! Se for solicitado algo assim a você, certamente é fraude, denuncie ao Ministério Público Federal.

Fui convidado, e agora?

Bom, o primeiro passo é não deixar nenhuma euforia tomar conta. Não tente demonstrar algo que ainda não é (lembre-se que ainda não foi iniciado, ou seja, ainda está na estaca zero). Ao ser convidado para uma Loja, é imprescindível verificar se a Loja e a Potência são regulares. Dirija-se para a pessoa que lhe convidou e pergunte qual a potência que pertence a Loja para o qual foi convidado. Fique atento – No Brasil existem mais de 190 potências maçônicas, mas apenas três grupos são regulares e legítimos, as demais, são chamadas de potências espúrias (não são regularmente maçônicas mesmo que possua o nome *regular* no nome, os membros dessas potências não são reconhecidos como legítimos maçons e não podem trabalhar em conjunto com outras potências ou lojas regulares).

Os três grupos regulares pertencem ao Grande Oriente do Brasil (GOB), a Confederação Maçonica do Brasil (COMAB) e da Confederação da Maçonaria Simbólica do Brasil (CMSB). Verifique se a Loja que você foi convidado pertence a um desses grupos, caso não pertença, RECUSE O CONVITE! Pois isso invalidará um possível ingresso na Maçonaria regular PARA SEMPRE. Caso tenha dúvidas, entre em contato conosco (contato@diarioadonhiramita.com.br) para obter ajuda com isso.

Aguarde o dia da sua iniciação

Quando falamos em aguardar, dizemos: Não pesquise nada na internet, na literatura ou em qualquer outro lugar sobre a iniciação. Relaxe! Você estará cercado de pessoas responsáveis, conduzindo uma encenação por onde também já passaram, com um ritual que já foi repetido milhares e milhares de vezes em centenas de anos. Aproveite o brilho e o melhor da iniciação que é a imersão total na história.